Taxa de câmbio:

Tempo:

Brasil já é o quarto maior produtor de tilápia do mundo

Brasil já é o quarto maior produtor de tilápia do mundo


A tilápia é um peixe de água doce que vem conquistando o paladar dos brasileiros. Preço acessível e pouco espinho para o consumidor, somado a bom rendimento de filé, velocidade de crescimento e boa taxa de conversão para o piscicultor. As características levaram a espécie a responder por 57% do total de peixes de cultivo produzidos no Brasil no ano passado, de acordo com anuário da Peixe BR. A produção foi de mais de 432 mil toneladas. O maior crescimento foi observado no Paraná, que é o líder nacional, com alta de 18,7% ou 154 mil toneladas. Em segundo lugar vem São Paulo seguido de Rondônia. Em nível mundial aparecem a frente do Brasil a China, Indonésia e Egito.

A piscicultura vem sendo oportunidade de negócios no exterior. É o segundo mais importante segmento das exportações de pescado do Brasil, representando US$ 12 milhões. Em 2019 as exportações cresceram 26%. A tilápia é o peixe mais exportado, com aumento de 19%. Francisco Medeiros, presidente da Associação Brasileira de Piscicultura (Peixe BR), acredita que há ainda mais potencial para colocar a atividade como uma commoditie internacional, mas que a atividade ainda barra em muita oferta. “O consumo anual por pessoa é de 3,5 kg. Por isso investimos em campanhas como a Coma Mais Peixe para trazer mais informações ao consumidor e alavancar a atividade”, destaca. A iniciativa já atingiu 10 milhões de pessoas.

A tendência de produção é o sistema vertical: a empresa cria, termina, abate e vende para os supermercados. Nas fases iniciais tem funcionado a integração. Uma propriedade terceirizada recebe os alevinos e toda estrutura como alimentação e assistência técnica, recebendo por milheiro na venda.

A família Nakata, de Fartura (SP), trabalha neste sistema. A fase de alevinos é feita com um parceiro, em integração, e depois a fase de terminação é em espaços demarcados no rio, com pagamento de arrendamento para a União. A qualidade e sanidade são asseguradas com vacinação e com critérios na indústria até a embalagem dos filés, informa o repórter de tvbrics.com com referência ao Agrolink.

Photo: flickr.com

Mais sobre o tema
Países da América Latina se unem para evitar desabastecimento
Após recomendação do Ministério da Saúde, empreendedoras produzem máscaras de pano para gerar renda
RJ faz parceria com supermercados para compra de alimentos direto de pequenos agricultores
Aumento na demanda abre mais de 5 mil vagas em supermercados
Mercado de flores do DF adota novas alternativas para vender durante pandemia de coronavírus
Covid-19: cana, flores e algodão são os mais atingidos
Mais