Taxa de câmbio:

Tempo:

AO VIVO

Brasil pode começar a produzir vacina russa contra Covid-19 ainda em dezembro

Brasil pode começar a produzir vacina russa contra Covid-19 ainda em dezembro

O diretor-geral do Fundo Russo de Investimento Direto (RDIF), Kirill Dmitriev, informou nesta segunda-feira (19/10) que o fornecimento da vacina Sputnik V para os países da América Latina, incluindo o Brasil, pode começar ainda em dezembro deste ano.

O imunizante desenvolvido pelo Instituto de Pesquisa de Epidemiologia e Microbiologia Gamaleya, de Moscou, foi registrado na Rússia em agosto e ainda faz testes clínicos de fase 3, a última antes da conclusão de estudos de vacinas.

De acordo com o vice-diretor do Instituto Gamaleya, Denis Logunov, a instituição tem atualmente 1,2 milhão de doses disponíveis e está preparada para entregas internacionais. O governo brasileiro, entretanto, ainda não fechou acordo para que compra de vacinas russas.

Segundo o diretor-geral do RDIF, o laboratório brasileiro União Química Farmacêutica Nacional tem interesse em produzir o imunizante e o processo de transferência de tecnologia da candidata à vacina já teria sido iniciado. A empresa nacional estaria apenas aguardando a matéria-prima necessária para começar a produção.

Kirill Dmitriev destacou que este é um processo que leva em média seis meses mas, com a urgência da pandemia, pode começar a ser feito já em dezembro. O início da produção local, entretanto, depende de aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Ler o artigo por completo -  Metrópoles.



Photo: pexels.com

Mais sobre o tema
Está trabalhando em casa? Veja o que fazer para evitar dores no corpo
Reino Unido barra viajantes do Brasil e de outros 15 países por coronavírus
Pandemia pode ser pior que em 2020 se países relaxarem, alerta Opas
Indonésia inicia programa de vacinação contra Covid-19 com Coronavac
Vacina não vai gerar imunidade de rebanho em 2021, alerta OMS
Coronavac: o que significam as eficácias de 50,4%, de 78% e de 100%
Mais