Taxa de câmbio:

Tempo:

AO VIVO

Como a inteligência de dados pode aumentar a produtividade do agronegócio

Como a inteligência de dados pode aumentar a produtividade do agronegócio


No dia a dia das lavouras, as ferramentas de dados auxiliam na análise do clima, nas estratégias de plantio das culturas e na medição do desempenho de cada talhão da fazenda. Avanços que serão ainda mais decisivos na próxima década, quando o aumento populacional do planeta demandará muito da agricultura.

“Os dados se tornaram o novo universo do agro. Eles transformam a compreensão dos processos produtivos, mudando expressivamente as consultorias e fazendas”, afirma o engenheiro agrônomo Rodrigo Dias, CEO da ConnectFarm, empresa especializada em inteligência de dados para o agronegócio. Dias aponta que, em 2030, seremos 8,3 bilhões de pessoas – um crescimento que exigirá uma maior produção de alimentos. “Além disso, será necessário 50% mais disponibilidade de energia e 30% mais água, o que obrigará uma produção mais sustentável”, afirma o empresário, que abordará o tema em palestra no V Seminário Phytus, que ocorre entre os dias 30 de junho e 2 de julho, com transmissão pela internet, informa o repórter de tvbrics.com com referência ao Agrolink.

Um dos projetos da empresa é o Índice de Gestão Ambiental, baseado em um algoritmo que interpola atributos do solo, das plantas e do ambiente. O sistema melhora a inteligência à medida que aumenta sua base de dados, permitindo uma recomendação mais assertiva para cada ambiente da fazenda.



Photo: pixabay.com

Mais sobre o tema
Rússia trará nova estação Glonass ao Brasil até o fim de 2020
Embrapa desenvolve cenoura para produção orgânica
Aplicativo de jogos monitora saúde de idosos em quarentena
Alunos brasileiros vencem o Global Innovation, maior prêmio de inovação robótica
Pesquisadores revelam segredos sobre o lado oculto da lua
Vacina brasileira contra a covid-19 será testada in vivo pela Fiocruz
Mais