Taxa de câmbio:
RUB/BRL 0,0563
0,0002
INR/BRL 0,6141
0,0017
ZAR/BRL 2,8139
0,0065
CNY/BRL 0,7086
0,0031
EGP/BRL 1,093
0,0033
AED/BRL 1,396
0,0042
USD/BRL 5,1267
0,0153
Tempo:
Moscou 15 °C
Brasília 17 °C
Nova Délhi 35 °C
Beijing 31 °C
Pretória 17 °C
Cairo 29 °C
Teerã 22 °C
Abu Dabi 32 °C
Menu
15 °C
Moscou
17 °C
Brasília
17 °C
Nova Délhi
31 °C
Beijing
17 °C
Pretória
29 °C
Cairo
22 °C
Teerã
32 °C
Abu Dabi
RUB/BRL
0,0563
0,0002
INR/BRL
0,6141
0,0017
ZAR/BRL
2,8139
0,0065
CNY/BRL
0,7086
0,0031
EGP/BRL
1,093
0,0033
AED/BRL
1,396
0,0042
USD/BRL
5,1267
0,0153
TV BRICS Apps
Principal
Notícias
Vídeos
Menu
17.05.2411:45 Sociedade
Rede internacional TV BRICS foi apresentada em Xiamen, na China
16.05.2416:30 Sociedade
TV BRICS amplia iniciativas internacionais da Roskachestvo no espaço midiático do BRICS+
15.05.2418:30 Sociedade
Notícias da República do Tartaristão estarão disponíveis para o público dos principais meios de comunicação dos países do BRICS+
BRICS
12.04.24 11:30
Tecnologia

Desenvolvimento espacial nos países do BRICS

A cooperação dos países do BRICS na exploração espacial


O dia 12 de abril de 1961 é uma data especial para a Rússia e para o mundo, e que dividiu a história da humanidade em antes e depois. Nesse dia, Yuri Gagarin, de 27 anos, realizou o primeiro voo humano ao espaço. O cosmonauta-piloto soviético passou 108 minutos em órbita e retornou à Terra.

Após essa expedição, muitos países começaram a desenvolver seus próprios programas espaciais, a cooperação nessa área entre os países aumentou e projetos conjuntos começaram a ser criados. De acordo à decisão da Assembleia Geral da ONU de 2011, o dia 12 de abril é comemorado mundialmente como o Dia Internacional do Voo Espacial Humano.

Desenvolvimento do setor espacial na Rússia

A URSS, e depois sua sucessora, a Rússia, têm sido historicamente reconhecidas como potências espaciais. Esses dois Estados foram responsáveis por muitos feitos e recordes, incluindo o lançamento do primeiro satélite artificial, o primeiro homem no espaço, a primeira mulher no espaço, o recorde mundial de duração de voo, entre outros.

Atualmente, o país tem vários cosmódromos, incluindo o primeiro e maior do mundo, o de Baikonur, bem como o Kapustin Yar, na região de Astrakhan (de onde decolaram os satélites indianos Aryabhata e Bhaskara), o Vostochny, no Extremo Oriente, o Plesetsk, na região de Arkhangelsk, e o Yasny, na região de Orenburg. Em 2015, a Rússia desenvolveu seu próprio sistema global de navegação por satélite, o GLONASS.

Desde o início da exploração espacial, a humanidade lançou um total de 14 estações orbitais, a maioria das quais foi lançada pela URSS. A primeira delas foi colocada em órbita pelo veículo de lançamento Proton-K em 19 de abril de 1971. Depois disso, a União Soviética enviou mais seis estações orbitais russas ao espaço, a última das quais foi a estação Mir, que operou no espaço de 1986 a 2001. A Mir foi sucedida pela Estação Espacial Internacional (EEI), projeto do qual a Rússia é participante permanente.

Êxitos de outros países do BRICS no espaço

Conquistas da Índia

A Organização de Pesquisa Espacial Indiana (ISRO) é uma das maiores agências de tecnologia espacial do mundo. A organização foi criada em 1969 e, durante sua existência, contribuiu muito para a exploração espacial. Os primeiros astronautas indianos estão programados para voar ao espaço (missão Gaganyaan) em 2025. A Índia terá sua própria estação espacial até 2035, de acordo com o Primeiro-Ministro Narendra Modi.

Conquistas da China

A China realizou avanços significativos na exploração espacial nas últimas duas décadas, desde o lançamento de sua primeira missão tripulada em 2003 com o taikonauta (da palavra chinesa “taikon” - espaço) Yang Liwei, até a construção da Estação Espacial da China (EEC), em 2022. O projeto envolveu mais de 1.000 empresas nacionais, representando uma cadeia industrial de mais de 1 trilhão de yuans (cerca de US$ 139 bilhões). Em um futuro próximo, os chineses planejam construir foguetes, tanto automáticos quanto tripulados, para voar para Marte e para a Lua.

Conquistas do Brasil

O Brasil tem sua própria base espacial de Alcântara, de onde seu primeiro lançamento foi realizado em 1990. Em 2022, o país colocou em órbita um foguete espacial 100% nacional.

Conquistas do Irã

A Agência Espacial Iraniana foi criada em 2004 e, desde o início de sua existência, afirmou a república como país que detém um programa espacial sério. Desde então, o Irã colocou vários satélites em órbita com sucesso e lançou vários animais ao espaço.

Conquistas da Arábia Saudita e dos Emirados Árabes Unidos

A Arábia Saudita inaugurou seu programa espacial em 2022, e enviou os astronautas Rayana Barnaoui e Ali Al-Qarni para a EEI em 2023. Os Emirados Árabes Unidos (EAU) iniciaram a exploração espacial em 2006, quando o Sheikh Mohammed bin Rashid Al Maktoum, primeiro-ministro do país e governante de Dubai, fundou o Instituto de Ciências Avançadas e Tecnologia dos Emirados. Nove anos depois, sobre sua base, foi estabelecido o Centro Espacial Mohammed bin Rashid. Em 2020, os EAU enviaram a estação interplanetária Al Amal para Marte. Em abril de 2023, o astronauta dos Emirados, Sultan Al Neyadi, tornou-se o primeiro árabe a voar ao espaço.

Conquistas do Egito

O Egito criou uma agência espacial em 2016. Em 2023, o país lançou um satélite de observação da Terra, usando um foguete chinês.

Cooperação dos países do BRICS no espaço

O desenvolvimento da cooperação em pesquisa espacial é certamente uma das prioridades da cooperação científica e tecnológica entre os países da associação. Em setembro de 2018, o chefe da Roscosmos, Dmitry Rogozin, anunciou que a Rússia poderia criar uma estação de pesquisa lunar em conjunto com os países do BRICS. Em agosto de 2021, os chefes das agências espaciais dos países da associação assinaram um acordo de intercâmbio de dados de sensoriamento remoto da Terra. Em maio de 2022, foi realizada a primeira reunião do Comitê Conjunto de Cooperação Espacial do BRICS.

Em agosto de 2023, o primeiro-ministro indiano Narendra Modi propôs ao BRICS formar uma associação conjunta para a exploração espacial. Em 2024, a comunidade científica russa propôs que os países-membros do BRICS discutam a exploração lunar conjunta.

"A gama de áreas para cooperação é enorme: exploração espacial de órbita baixa da Terra, pesquisa climática, voos espaciais tripulados, criação de sistemas de satélites, missões lunares e interplanetárias, etc. Uma realização bem-sucedida de ideias tão caras e de tal dimensão só é possível por meio de esforços conjuntos. É claro que os países do BRICS possuem experiência em cooperação e projetos conjuntos na área espacial, mas principalmente em formato bilateral"

Oleg Alekseenko Especialista em política e relações internacionais


O especialista acrescentou que, no momento, deveria-se criar um consórcio que permita maximizar a utilização das capacidades científicas e tecnológicas, tanto de experientes players do setor espacial, quanto de países desejosos de ingressar no clube das potências espaciais. Ampliar a pesquisa e desenvolvimento (P&D) e a investigação e desenvolvimento tecnológico (IDT) conjuntos, nas condições atuais, converte-se em uma tarefa estratégica, que possibilitará a implementação de projetos de sensoriamento remoto do nosso planeta, intercâmbio de dados, exploração mineral, desenvolvimento de comunicações por satélite e muitos outros projetos.

A dinâmica dos últimos dois anos de cooperação nos marcos do BRICS em ciência e tecnologia mostra um crescimento constante do número de publicações conjuntas nas áreas de física, matemática e astronomia, o que é um indicador indireto do aumento da cooperação em projetos científicos aplicados, incluindo a exploração espacial.

Fotografia: iStock/infográfico criado pelo designer da TV BRICS usando redes neurais
Curto
e direto ao ponto
Uma vez por semana, cobriremos as notícias dos países do BRICS
Ao clicar no botão "Assinar", você concorda com o processamento de dados pessoais

MAIS SOBRE O TEMA

17.05.2414:30 Tecnologia
Irã e China assinam memorando de entendimento sobre cooperativa agrícola
16.05.2413:15 Tecnologia
Emirados Árabes Unidos exploram o desenvolvimento de modelos de negócios digitais para o governo
16.05.2410:30 Tecnologia
China planeja comercializar a tecnologia 6G até 2030
14.05.2415:15 Tecnologia
Impacto da inteligência artificial em diferentes setores
13.05.2410:30 Tecnologia
Realidade virtual revoluciona o setor automotivo da África do Sul
11.05.2413:00 Tecnologia
Emirados Árabes Unidos se unem à Comissão de Estatística da ONU
17.05.2412:30 Personalidades
Presidente da Câmara de Comércio e Indústria da Rússia, Serguei Katyrin: o principal desafio deste ano é a integração harmoniosa dos ‘países recém-chegados’ na agenda do Conselho Empresarial do BRICS
14.05.2415:15 Tecnologia
Impacto da inteligência artificial em diferentes setores
11.05.2411:00 Cultura
Cultura do chá na China
Curto
e direto ao ponto
Uma vez por semana, cobriremos as notícias dos países do BRICS
Ao clicar no botão "Assinar", você concorda com o processamento de dados pessoais