Taxa de câmbio:
RUB/BRL 0,0932
0,0006
RUB/INR 1,4092
0,01
RUB/CNY 0,1209
0,0009
RUB/ZAR 0,2893
0,0024
BRL/RUB 10,7503
0,0157
BRL/INR 15,1489
0,0221
BRL/CNY 1,2997
0,0017
BRL/ZAR 3,1086
0,002
INR/RUB 0,7096
0,0014
INR/CNY 0,0858
0,0001
INR/ZAR 0,2052
0,0002
INR/BRL 0,066
0,0001
ZAR/BRL 0,3219
0,0004
ZAR/RUB 3,4551
0,0039
ZAR/INR 4,8689
0,0056
ZAR/CNY 0,4177
0,0004
CNY/RUB 8,2715
0,0012
CNY/INR 11,656
0,0018
CNY/BRL 0,769
0,0014
CNY/ZAR 2,392
0,0014
Moscou -10 °C
Brasília 22 °C
Nova Deli 19 °C
Beijing -5 °C
Pretória 20 °C

20:30 Checklist

Checklist
20:30

Checklist

As baías da Sacalina, as estepes sem fim de Elista, os milhares lagos de Altai e muitas outras belez...

16+

20:55 O planeta em extinção

20:55

O planeta em extinção

O Projeto foi criado em apoio ao “Ano ecológico” na Rússia em 2017. Cada clipe representa uma histór...

16+
Checklist
01.12.2210:21 Sociedade
TV BRICS foi apresentada aos participantes do programa de estágio "InteRussia"
28.11.2216:21 Cultura
Primeiro filme da TV BRICS "Dostoievski Intercontinental" venceu o festival de cinema na África do Sul
26.11.2212:47 Sociedade
TV BRICS compartilha experiência de distribuição internacional de programas de viagens em fórum do BRICS+
BRICS
29.09.22 09:25
Sociedade

Países do BRICS buscam ampliar cooperação na gestão de desastres naturais

Os setores-chave incluem monitoramento de risco, alerta precoce e avaliação

Os países do BRICS — Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul — se comprometeram a intensificar a cooperação no campo da gestão de desastres diante do agravamento das mudanças climáticas, do aumento da frequência de desastres naturais e da pandemia de COVID-19.

Eles "fortalecerão o intercâmbio e a cooperação em planos estratégicos nacionais, políticas, regulamentações e padrões no campo da prevenção e mitigação de desastres naturais, a fim de promover a cooperação estratégica", informa uma declaração conjunta divulgada após a terceira reunião ministerial do BRICS sobre gestão de desastres naturais.

O encontro, organizado pelo Ministério de Situações de Emergência da China, foi realizado sob o lema "Promover a modernização das capacidades de prevenção e eliminação de desastres naturais para um desenvolvimento de alta qualidade dos países do BRICS".

De acordo com os participantes do encontro, haverá mais visitas de alto nível e troca de experiências entre gestores e técnicos, à medida que os países do BRICS buscam desenvolver uma cooperação entre suas agências de gestão de desastres naturais e aumentar o potencial dos especialistas nesta área.

Entre os principais setores nos quais os países do BRICS planejam expandir a cooperação estão o monitoramento de risco, alerta precoce, avaliação, medidas profiláticas de segurança do trabalho, capacitação dos serviços de resposta a emergências e recuperação e reconstrução depois de desastres naturais.

Eles também pretendem candidatar-se conjuntamente a projetos de cooperação de organizações e instituições internacionais e, além disso, desenvolver pesquisas conjuntas e promover a inovação tecnológica.

Ao apoiar o papel central das Nações Unidas na cooperação internacional, eles continuarão promovendo a implementação do marco de Sendai para redução do risco de desastres naturais (2015 – 2030), do acordo de Paris de 2015 sobre o clima e a Agenda 2030 da ONU para o desenvolvimento sustentável.

Os membros da associação também confirmaram que continuarão apoiando e promovendo o intercâmbio e a cooperação com outros países e organizações internacionais na área de gestão de desastres naturais.

Em um discurso durante a reunião, Wang Xiangxi, ministro de Gestão de Emergências da China, enfatizou que o governo de seu país atribui grande importância à gestão de desastres naturais. Ele expressou disposição para fortalecer a cooperação com outros países do BRICS nessa área.

Ao aderir a uma filosofia de desenvolvimento centrada no ser humano, a China intensificou os esforços para modernizar seu sistema de gerenciamento de emergências de modo a evitar acidentes graves, afirmou Wang.

Além de compartilhar experiências em gerenciamento de desastres naturais, a China também está disposta a estimular a inovação no desenvolvimento de tecnologias de gerenciamento de emergências, segundo o ministro.

Wang disse ainda que espera uma cooperação mais profunda e pragmática do BRICS+ na área da luta contra os desastres naturais, pois os esforços conjuntos visam acelerar a implementação da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável e construir uma comunidade global comum de desenvolvimento.

O recente evento foi a terceira reunião ministerial do BRICS sobre gestão de desastres naturais. As duas reuniões anteriores aconteceram em São Petersburgo (Rússia) e Udaipur (Índia), ambas em 2016. As informações são do China Daily, parceiro da rede TV BRICS.

Fotografia: IStock

Оцените материал

MORE ON THE TOPIC

01.12.2218:18 Sociedade
EEC defende a criação de um sistema de pagamento único entre as nações do BRICS
01.12.2216:56 Sociedade
Índia assume Presidência do G20
01.12.2214:24 Sociedade
Sistema de pensões da África do Sul melhora sua classificação global
01.12.2212:27 Sociedade
Empresários dos países do BRICS terão acesso a plataforma de investimento coletivo
01.12.2210:21 Sociedade
TV BRICS foi apresentada aos participantes do programa de estágio "InteRussia"
30.11.2218:20 Sociedade
19º Congresso Mundial de Medicina Chinesa realizado em São Paulo
1 из
29.11.2218:18 Turismo
Nordeste da Índia, uma região única e inexplorada do país
22.11.2218:16 Sociedade
China continuará fortalecendo sua parceria estratégica com a África do Sul
17.11.2218:13 Sociedade
Especialista conta em quanto tempo novos países entrarão para BRICS