Taxa de câmbio:
RUB/BRL 0,0622
0,0006
INR/BRL 0,6536
0,0043
ZAR/BRL 3,0076
0,0203
CNY/BRL 0,7479
0,0053
EGP/BRL 1,133
0,0076
AED/BRL 1,4886
0,0108
USD/BRL 5,4667
0,0396
Tempo:
Moscou 23 °C
Brasília 19 °C
Nova Délhi 34 °C
Beijing 32 °C
Pretória 25 °C
Cairo 37 °C
Teerã 36 °C
Abu Dabi 38 °C
Menu
23 °C
Moscou
19 °C
Brasília
19 °C
Nova Délhi
32 °C
Beijing
25 °C
Pretória
37 °C
Cairo
36 °C
Teerã
38 °C
Abu Dabi
RUB/BRL
0,0622
0,0006
INR/BRL
0,6536
0,0043
ZAR/BRL
3,0076
0,0203
CNY/BRL
0,7479
0,0053
EGP/BRL
1,133
0,0076
AED/BRL
1,4886
0,0108
USD/BRL
5,4667
0,0396
TV BRICS Apps
Principal
Notícias
Vídeos
Menu
18.07.2411:45 Sociedade
Projetos da TV BRICS serão transmitidos na mídia dos Bálcãs
11.07.2415:15 Sociedade
Maior conglomerado de mídia da Etiópia junta-se à rede de parceiros da TV BRICS
09.07.2418:30 Cultura
Filme "Dostoiévski Intercontinental", da TV BRICS, recebeu diploma do Festival Internacional de Cinema "Literatura e Cinema"
Argentina
10.04.23 15:00
Sociedade

Perspectivas da indústria de mineração na Argentina

Entrevista com Alberto Hensel, ex-secretário de Mineração da Nação


A indústria mineira argentina conseguiu gerar uma transformação socioeconômica, graças ao seu potencial e a um projeto de governo que a tem como protagonista. Um portfólio ambicioso com diferentes empreendimentos surge como a grande esperança para continuar o caminho já traçado. A diversidade de minerais, as conjunturas econômico-políticas regionais e globais são as chaves para que a mineração continue consolidando seu papel de fomentadora e revitalizadora das economias regionais.

O Dr. Alberto Hensel, ex-ministro de minas da República Argentina, falou em uma entrevista com Ahora San Juan, parceiro da rede de TV BRICS, sobre o desenvolvimento da mineração na Argentina e os vários desafios que a indústria enfrenta.

 “Existe, atualmente, uma convicção na liderança política Argentina – especialmente naqueles que têm a responsabilidade de governar os destinos do país - que a mineração, juntamente com a produção de petróleo, gás e energias alternativas não convencionais, será uma grande solução para o futuro do nosso país”

Alberto Hensel Ex-ministro de minas da República Argentina


Além disso, ele destacou que especialmente o setor de mineração é o que mais pode contribuir com as divisas que a Argentina precisa hoje para poder resolver a situação econômica que o país atravessa. Pode ser um grande motor de indústrias regionais e pode tornar-se uma indústria de exportação. San Juan e Santa Cruz são as principais exportadoras de ouro da Argentina

Com amplo apoio do governo nacional, ciente de seu forte potencial medido pelo impacto social e econômico em regiões letárgicas da Argentina, a mineração em nosso país adota e promove o uso responsável dos recursos naturais.

Um dos objetivos mais valiosos da gestão do Dr. Hensel como Secretário de Mineração da Nação é a elaboração de um Plano Estratégico para o Desenvolvimento Mineiro que inclua órgãos governamentais nacionais e provinciais, organizações da sociedade civil e religiosa, instituições científicas, sindicatos, empresas e profissionais . Convidando-os a um diálogo aberto para desenvolver uma mineração inclusiva, competitiva, integrada e ambientalmente sustentável nos próximos 30 anos.

A Argentina ocupa o sexto lugar entre os países com maiores recursos minerais com uma área de potencial produtivo de 750.000 km2, dos quais mais de 75% ainda não foram explorados.

Argentina tambem é o quarto maior produtor de lítio do mundo, depois da Austrália, Chile e China. O triângulo do lítio formado por Argentina, Bolívia e Chile possui cerca de 65% dos recursos mundiais desse recurso.

A Argentina tem uma política de atração de investimentos na produção de lítio, incluindo 30 anos de garantias legais de estabilidade fiscal e outros incentivos.

Com a crescente demanda global por lítio que é um insumo fundamental para a fabricação da bateria recarregável, o país pode ser uma peça-chave na revolução energética global que acaba de começar.

O carbonato de lítio (LCE) produzido pela Argentina atende aos padrões de pureza exigidos pelo mercado de baterias. Segundo o ex-secretario, isto é uma particularidade importante que a Argentina deve preservar como elemento diferenciador frente à concorrência futura.

“É importante avançar e tentar, na medida do possível, fabricar baterias com hidróxido de lítio, -que tem maior potencial de crescimento devido ao seu uso em tecnologias-, mas também é importante para a Argentina, exportar cloreto de lítio, carbonato de lítio para ser muito mais competitiva globalmente,” enfatizou Alberto Hensel.

A Argentina pretende aderir ao BRICS, anunciou o Presidente, Alberto Fernández, na XIV Cúpula de Chefes de Estado. Para a Argentina, a adesão ao BRICS como membro pleno poderia ser um catalisador de investimentos e comércio, observa Ahora San Juan.

Fotografia: Ahora San Juan


Curto
e direto ao ponto
Uma vez por semana, cobriremos as notícias dos países do BRICS
Ao clicar no botão "Assinar", você concorda com o processamento de dados pessoais

MAIS SOBRE O TEMA

18.07.2418:00 Sociedade
Número de profissionais do Mais Médicos no Brasil quase dobrou desde o início do ano
18.07.2415:15 Sociedade
Autoridades indianas pretendem concretizar projeto de vilas inteligentes
18.07.2414:30 Sociedade
Vladimir Putin e príncipe herdeiro da Arábia Saudita conversaram por telefone
18.07.2411:45 Sociedade
Projetos da TV BRICS serão transmitidos na mídia dos Bálcãs
17.07.2418:00 Sociedade
Países do BRICS apoiam criação de plataforma geológica comum
17.07.2417:12 Sociedade
Chanceler da Rússia evidencia papel crescente do BRICS e da OCX na construção de uma ordem mundial justa
Curto
e direto ao ponto
Uma vez por semana, cobriremos as notícias dos países do BRICS
Ao clicar no botão "Assinar", você concorda com o processamento de dados pessoais