Taxa de câmbio:
RUB/BRL 0,0932
0,0006
RUB/INR 1,4092
0,01
RUB/CNY 0,1209
0,0009
RUB/ZAR 0,2893
0,0024
BRL/RUB 10,7503
0,0157
BRL/INR 15,1489
0,0221
BRL/CNY 1,2997
0,0017
BRL/ZAR 3,1086
0,002
INR/RUB 0,7096
0,0014
INR/CNY 0,0858
0,0001
INR/ZAR 0,2052
0,0002
INR/BRL 0,066
0,0001
ZAR/BRL 0,3219
0,0004
ZAR/RUB 3,4551
0,0039
ZAR/INR 4,8689
0,0056
ZAR/CNY 0,4177
0,0004
CNY/RUB 8,2715
0,0012
CNY/INR 11,656
0,0018
CNY/BRL 0,769
0,0014
CNY/ZAR 2,392
0,0014
Moscou 11 °C
Brasília 23 °C
Nova Deli 30 °C
Beijing 32 °C
Pretória 19 °C

00:30 BRICS Inform

BRICS Inform
00:30

BRICS Inform

Reportagens nos locais dos acontecimentos, feiras e estreias, reuniões de alto nível. Matérias inter...

16+

01:30 O idioma da dança

01:30

O idioma da dança

A dança é um idioma que se entende sem tradução. Em cada episódio, Alexandr Kononov visita coreógraf...

16+
BRICS Inform
29.09.2211:32 Tecnologia
África do Sul construirá primeira usina de energia solar em 2023
29.09.2209:25 Sociedade
Países do BRICS buscam ampliar cooperação na gestão de desastres naturais
28.09.2216:35 Personalidades
Lavrov apoia a proposta da Índia de se tornar membro permanente do Conselho de Segurança da ONU
Russia
15.06.21 18:46
Esporte

Copa do Santo Ramadã

Сampeonato de “Grappling” (luta agarrada ou luta corpo a corpo) em Kazan - Capital do Tatarstão.

A hospitalidade tártara é harmoniosa, luminosa e saborosa! Você pode dançar entre as casas típicas de toras, fazer um pedido no monumento “echpochmak”, e provar as panquecas prepardas em um verdadeiro forno a lenha.

A cidade de Kazan dá as boas-vindas a todos com mimos e uma história sobre as tradições nacionais. Uma delas é o “Nikah”- registro de casamento de muçulmanos.

Há um “Hazrat”, uma mesquita e, claro um salão cerimonial e esses lindos trajes.

O Ramadã também é homenageado no Tartarstão (república muçulmana na Federação Russa). De acordo com a história do Islã, no nono mês do calendário lunar, o Profeta Muhammad aprendeu as revelações do Todo-Poderoso, que mais tarde se tornaram a base do Alcorão. Em homenagem ao período sagrado dos muçulmanos foi decidido realizar um torneio de luta livre em Kazan. Os organizadores têm planos ambiciosos.

Radik Abdrakhmanov, organizador da Copa Sagrada do Ramadã: Queremo introduzir este torneio no programa internacional. Temos uma bela cidade, uma bela República, e queremos que muitos hóspedes venham à nossa região, de outros países, repúblicas, cidades, continentes.

Numa conferência de imprensa por ocasião da abertura da Copa do Sagrado Ramadão, a palavra é concedida ao Mufti do Tartaristão Kamil Samigullin, que pratica jiu-jitsu há muitos anos e acredita que as artes marciais não criam apenas um corpo forte, mas também um espírito forte.

Kamil Hazrat Samigullin, Mufti do Tartarstão (acadêmico islâmico, tem direito de interpretar o corão): Sabemos que uma pessoa que sabe lutar lida com os acontecimentos da vida e com as várias dificuldades de uma forma completamente diferente. O cara se torna lutador, um guerreiro por natureza.

O procedimento tradicional para competições esportivas inclui a pesagem, exatamente às 8 da manhã. Alguém sobe com confiança na balança e alguém, à distância, tenta eliminar umas 200 gramas extras. A composição dos participantes está ao nível dos campeonatos russo e europeu, mas os atletas não foram atraídos apenas por isso. A própria disciplina dessa modalidade de luta cria amplas oportunidades aos atletas.

Artem Shalkov, Mestre dos Esportes em luta livre e grappling (República do Bashkortostan): Você pode usar vários golpes diferenciados e ganhar por pontos, se for fisicamente forte, pode vencer um adversário mais forte. Há um arsenal muito grande, e você pode se desenvolver continuamente neste esporte e a cada dia você aprenderá algo novo para si mesmo. Não há restrições em termos de técnica.

Denis Bondarenko, chefe da equipe nacional de “Grappling” da Rússia: O Grappling na Rússia e no mundo vem se desenvolvendo há mais de 10 anos como esporte. É uma disciplina jovem e já possui seguidores e telespectadores na Rússia e no exterior.

Muitos vieram para a Copa Sagrada do Ramadã não apenas para ganhar, mas também para encontrar um rival a sua altura, com quem há muito sonham em se encontrar em uma luta.

Ruslan Abdulaev Sixfold, campeão mundial de luta esportiva “Grappling”: Tenho um rival sim, é o Isa Umarov. Ele também vai participar, gostaria de competir com ele e ver o que acontece.

Hoje eles vão disputar não só o título da Copa, mas também prêmios como smartphones e um automóvel. Prêmios valiosos aumentam a paixão pelo esporte. Mas os rivais no tapete não são inimigos, e sim amigos.

Rizvan Bochkayev, Presidente da Federação Russa de “Grappling”: Em nosso país, os mal-educados não se demoram, o próprio sistema os empurra para fora. O Grappling em si é um esporte equilibrado e disciplinado. Não há agressão aqui, também é chamado de xadrez.

Isa Umarov, campeão europeu de “Grappling”: Como se costuma dizer é 50 por 50! Ou seja, 50% é o psicológico, 50% é o treinamento. Treinar é sintonizar-se adequadamente, acreditar em si mesmo. Deve haver uma “raiva” esportiva e todos esses pequenos motivos criam grande motivação.

Trabalhar não apenas com as mãos e os pés, mas também com a mente. O “Grappling” reuniu o melhor das modalidade sde jiu-jitsu, judô, sambo de combate, estilo livre e luta greco-romana. Por isso é considerado um dos esportes mais intelectuais. As técnicas e táticas são importantes aqui. A arte de enganar o oponente, aproveitar o momento e vencer.

Kazbek Magomedov, juiz-chefe da competição: A força não está em um corpo grande, caso contrário, poderíamos anunciar o elefante como o rei dos animais. Vemos jovens que não conseguem se levantar para as orações matinais e idosos caminhando, bufando, até a mesquita. O poder está dentro, vem de dentro. Se houver apenas o lado externo não haverá nenhum sucesso.

Shorts sem bolsos, camiseta de tecido justo e concentração total. Dois minutos para se preparar e ir ao tatame para a luta em si, cinco minutos de duração. No entanto, muitas lutas terminam antes desse tempo. São vários os golpes utilizados, “alavanca de braço”, sufocação do “triângulo”, “cadeira elétrica” e outros. O juiz levanta a mão do vencedor. As lutas preliminares são realizadas simultaneamente em três tatames. A presença de um segundo juiz é obrigatória.

“Cabeça contra peito, cabeça contra peito. Não o deixe se levantar. Empurre o joelho com as duas mãos, com as duas mãos!”

Uma parte importante do torneio foi a assinatura de um acordo de cooperação entre as repúblicas do Tartarstão e do Daguestão (dentro da Federação Russa). O Acordo permitirá a troca de experiências e o desenvolvimento do “Grappling” não só a nível federal, mas também a nível internacional. O conceito de “união” faz parte da filosofia deste esporte.

Silêncio total e arquibancadas completas. Mesmo quem está longe do mundo dos esportes aguarda ansiosamente pela final da Copa Sagrada do Ramadã.

Svetlana Ishkuzina, trabalhadora homenageada da Cultura da República do Tartarstão: Há até um pequeno calafrio quando esses eventos acontecem. É imprescindível que aconteçam. Na nossa esfera de cultura também realizamos grandes festivais internacionais e isso é um grande estímulo para a turma que se dedica à arte. Eu acho que é um grande negócio para esses caras que estão envolvidos nesses torneios.

E apenas o melhor dos melhores permaneceu no tatame. Começa a diversão.

Ramil Fazleev, organizador da Taça Sagrada do Ramadã: Hoje sinto a graça e parece que o Todo-Poderoso está nos ajudando. Que a paz esteja com Ele e que seja louvado. Os atletas chegaram de 46 regiões da Rússia e de 5 países da CEI (Comunidade dos Estados Independentes). E espero que no próximo ano tenhamos um formato verdadeiramente internacional.

Ksenia Komissarova, correspondente: A final da Copa do Sagrado Ramadã acabou sendo exclusivamente russa, com 8 lutas em todas as categorias de peso. É a parte mais intrigante e divertida do torneio.

Uma competição onde os sonhos esportivos se tornam realidade. Na luta final, na categoria de peso até 130 quilos, Ruslan Abdulaev e Isa Umarov se enfrentaram.

A sorte neste dia caiu para o lado de Ruslan como favorito. Ele não só venceu na categoria de peso, mas, após o resultado do sorteio, vai voltar à Makhachkala (capital do Daguestão) em um carro novo.

Ruslan Abdulaev, seis vezes campeão mundial de “Grappling”: Estou chocado com tudo. Sem palavras, apenas emoções. Nunca ganhei nada na vida e agora um carro! Não tenho palavras!

Um grande festival de esportes foi realizado em Kazan. Para os lutadores, este é mais um passo para tornar o “Grappling” uma disciplina olímpica em um futuro próximo. E esta será uma vitória comum de todos eles.

Ksenia Komissarova,
Pavel Polovinka,
TV BRICS.
Оцените материал

MAIS SOBRE O ASSUNTO

14.03.2212:28 Esporte
Moscou sedia o festival de carros Cross-Hippodrome 2022
04.02.2218:48 Esporte
TV BRICS colaborará com CCTV+ para cobrir os Jogos Olímpicos de 2022
01.10.2112:31 Esporte
Um dia de guerra: outono de 2021
17.09.2110:59 Esporte
Preparando os atletas BRICS para as Olimpíadas de Verão em Tóquio
16.09.2117:47 Esporte
Esgrima paralímpica
28.07.2113:34 Esporte
Como preparar um campeão?
29.09.2209:25 Sociedade
Países do BRICS buscam ampliar cooperação na gestão de desastres naturais
22.09.2209:40 Sociedade
A enorme contribuição dos cientistas africanos na luta contra a COVID-19
20.09.2212:59 Sociedade
Expansão da cooperação econômica entre a ASEAN e a China contribui para a paz e a estabilidade na região