Taxa de câmbio:

Tempo:

AO VIVO

01:20 Agora no ar BRICS Inform

Ver online
BRICS Inform

01:20

Agora

BRICS Inform

Reportagens ao vivo das coisas mais importantes, das exposições e estreias, das cimeiras, do transpo...

Ver online
16+

02:25 A seguir no ar O idioma da dança

O idioma da dança

02:25

A seguir

O idioma da dança

Todo mundo dança! Todos nós já nos remexemos ao som da música pelo menos uma vez na vida. Daí a afir...

16+
Бразилия Китай
19 de janeiro de 2022 15:25

A Embaixada do Brasil na China e a plataforma de catering realizaram um encontro offline para os chineses

A Embaixada do Brasil na China e a plataforma de catering realizaram um encontro offline para os chineses

Feijão fradinho e azeite de dendê, com recheio de vatapá e caruru, uma mordida, camadas ricas, terno e suculento, é a comida tradicional do Brasil acarajé.

Recentemente, o documentário "O Sabor das Ruas do Brasil", filmado pelo diretor brasileiro Tiago Arakilian, promovido e distribuído pela Embaixada do Brasil na China, foi lançado em várias plataformas online na China. O documentário apresenta dez comidas típicas das ruas brasileiras, explorando a diversidade e sabores integrados no Brasil, sendo bem recebido pelos internautas chineses.

A fim de permitir que os convidados chineses degustassem a autêntica comida brasileira, na noite de 14 de janeiro, a Embaixada do Brasil na China, em conjunto com a plataforma da cultura de catering "the Hutong", realizou um encontro offline de compartilhamento das iguarias apresentadas no documentário nos Hutongs (um tipo de ruela muito comum nas cidades no norte da China) em Beijing.

Paula Garcia, chefe brasileira do evento, mora na China há mais de três anos. Ela apontou que chineses e brasileiros têm muito em comum na alimentação. A gente tem o hábito de sentar na mesa e colocar todos os pratos no meio para as pessoas se servirem.

"A melhor forma de você conhecer uma cultura é por meia da comida," disse Paula, "Eu gosto de provar os pratos típicos. No Brasil, a comida chinesa que a gente tem é bem diferente do que a gente encontra aqui. Por exemplo, eu não imaginava que você tinha tanto os pratos diferentes usando a berinjela, que eu gosto demais."

"Às vezes o mesmo ingrediente que você tem no Brasil, aqui na China se usa de uma maneira completamente diferente, que você nunca parou para pensar", adicionou Paula.

Acarajé, pastel, coxinha, baião-de-dois e crepes de tapioca, foram cinco pratos servidos na festa. Entre eles, o pastel é considerado uma comida que vem da China.

"Há algumas semelhanças entre a culinária chinesa e brasileira", disse Larissa Costa, diretora do Escritório Cultural da Embaixada do Brasil em Beijing. Ela observou que os chineses e brasileiros amam comida picante, costumam comer frango e porco, feijão e arroz, e a gente pode encontrar comidas fritas semelhante nas ruas dos dois países. 

Paulo Estivallet de Mesquita, embaixador brasileiro em Beijing, também participou da festa. "O Brasil e a China são dois países que são muito distantes geograficamente mas têm influências comuns. O Brasil se tornou o maior fornecedor de alimentos da China e queremos que o povo dos dois países tenham a oportunidade de experimentar essa diversidade, essa história diferente, essa cultura diferente, e a gastronomia é uma parte muito importante da cultura", ele disse.

Segundo a Associação Brasileira de Proteína Animal e a Associação Nacional dos Exportadores de Cereais do Brasil, a China importou um total de 950.000 toneladas de carne bovina do Brasil, tornando-se o seu maior comprador.

O anúncio foi feito com referência ao diário Xinhua News Agency, o parceiro da rede TV BRICS.




Mais sobre o tema
Índia se torna um dos maiores e mais rentáveis mercados cinematográficos
O projeto artístico "Contornos da Cultura" é lançado em Moscou
O filme "Dostoévsky Intercontinental" estreará no ARTE-1 em 21 de maio
O filme "Stalingrado Desconhecida" será exibido na Escola Intercultural Brasil-Rússia
Uma noite dedicada ao 161º aniversário do nascimento de Rabindranath Tagore foi realizada em Moscou
A exposição "Efeito Dzhanibekov" foi inaugurada em Moscou
Mais