Taxa de câmbio:
RUB/BRL 0,0932
0,0006
RUB/INR 1,4092
0,01
RUB/CNY 0,1209
0,0009
RUB/ZAR 0,2893
0,0024
BRL/RUB 10,7503
0,0157
BRL/INR 15,1489
0,0221
BRL/CNY 1,2997
0,0017
BRL/ZAR 3,1086
0,002
INR/RUB 0,7096
0,0014
INR/CNY 0,0858
0,0001
INR/ZAR 0,2052
0,0002
INR/BRL 0,066
0,0001
ZAR/BRL 0,3219
0,0004
ZAR/RUB 3,4551
0,0039
ZAR/INR 4,8689
0,0056
ZAR/CNY 0,4177
0,0004
CNY/RUB 8,2715
0,0012
CNY/INR 11,656
0,0018
CNY/BRL 0,769
0,0014
CNY/ZAR 2,392
0,0014
Moscou 22 °C
Brasília 18 °C
Nova Deli 31 °C
Beijing 33 °C
Pretória 17 °C

09:00 Checklist

Checklist
09:00

Checklist

As baías de Sakhalin, as estepes infinitas de Elista, milhares de lagos de Altai e muito mais no pro...

16+

09:30 BRICS Inform

09:30

BRICS Inform

Reportagens ao vivo das coisas mais importantes, das exposições e estreias, das cimeiras, do transpo...

16+
Checklist

TV BRICS PROJECTOS

08.08.2210:16 Cultura
TV BRICS realizará uma telemaratona dedicada ao Dia da Independência da Índia
04.08.2217:52 Sociedade
TV BRICS irá estrear o programa "Vmeste-RF" na África do Sul
28.07.2210:16 Sociedade
TV BRICS lança emissões na televisão pública do Rio de Janeiro
Brasil
10.06.22 10:15
Economia

Preço do querosene de aviação disparou 82,7% em três meses de 2022

Nos três primeiros meses de 2022 o valor das tarifas domésticas subiu 21%

A retomada da aviação brasileira ao patamar de 2019 não tem como único obstáculo a pandemia de covid-19. A Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) anunciou que nos três primeiros meses de 2022 preço do querosene de aviação disparou 82,7% frente ao mesmo período de 2019. A taxa do de câmbio para o dólar também teve aumento de 38,7%.

«Os dados da ANAC mostram a eficiência e o esforço das empresas aéreas, que sempre buscam não repassar integralmente a alta dos custos para o consumidor, em meio a um cenário de disparada do Custo Brasil e de inflação em alta. Vale lembrar que o QAV responde por mais de 30% dos custos do setor, que por sua vez têm uma parcela superior a 50% dolarizada», afirma o presidente da Associação Brasileira das Empresas Aéreas (ABEAR), Eduardo Sanovicz.

A ANAC identificou que nos três primeiros meses de 2022 o valor das tarifas domésticas subiu 21% frente aos três primeiros meses de 2019. O preço médio a tarifa aérea doméstica comercializada no primeiro trimestre deste ano foi de R$ 548,16. Do total de passagens aéreas comercializadas no 1º trimestre, 35,9% custaram menos de R$ 300. As tarifas de até R$ 500 responderam por 24,8%, totalizando 60,7% de bilhetes por menos de R$ 500.

O anúncio foi feito com referência ao diário ASAS, o parceiro da rede TV BRICS.

Fotografia: istockphoto.com

Оцените материал

MORE ON THE TOPIC

12.08.2211:20 Economia
Setor de serviços no Brasil avançam 0,7% em junho
11.08.2217:21 Economia
Brasil atinge a menor taxa de desemprego desde 2015
11.08.2213:23 Economia
Banco do Brasil tem alta de 54,8% no lucro no segundo trimestre
09.08.2211:14 Economia
Brasil é o 6º maior produtor mundial de cacau
08.08.2215:33 Economia
Сonstrução de redes de serviços públicos utilizando fundos do BRICS está quase 30% concluída
05.08.2212:32 Economia
O Banco Central da Rússia prevê um fortalecimento da economia do país em meados de 2023