Taxa de câmbio:

Tempo:

AO VIVO

Sem vacina, cadeias brasileiras viram “vetores de contaminação” da Covid-19

Sem vacina, cadeias brasileiras viram “vetores de contaminação” da Covid-19

A escassez de doses de vacinas contra o novo coronavírus coloca em debate quais grupos de brasileiros devem ter prioridade na campanha de imunização da doença. Pressionado, o governo lançou o Plano Nacional de Imunização, que, incialmente, priorizava, além de pacientes de grupo de risco e integrantes da faixa de maior letalidade da Covid-19, públicos em situação de vulnerabilidade, como populações carcerárias.

Em um cenário de desabastecimento de doses, a inclusão de presos nas fases iniciais de vacinação para Covid-19 no país não teve repercussão positiva. Após idas e vindas, o Ministério da Saúde optou por sua exclusão dos grupos prioritários que receberão o imunizante neste primeiro momento. No entanto, a pasta manteve a vacinação entre os agentes penitenciários e a previsão é de que os servidores sejam imunizados na 4ª fase da campanha.

Para especialistas ouvidos pelo Metrópoles, a decisão do governo federal em retirar de pauta a imunização de internos dos sistemas prisionais pode agravar ainda mais o quadro de disseminação da doença nos presídios brasileiros.

Ler o artigo por completo - Metrópoles.

Mais sobre o tema
Casos globais do novo coronavírus caem pela 6ª semana seguida, diz OMS
Brasil ultrapassa marca dos 6 milhões de vacinados contra Covid-19
Variante de Covid-19 da Califórnia é mais mortal, afirmam cientistas
Programa televisivo da TV BRICS e do “Diário do Povo” na plataforma da agência de notícias Metropoles!
Câmara aprova MP brasileiro que facilita compra de vacinas contra COVID-19
Maior produtor mundial de vacinas pede paciência a países
Mais