Taxa de câmbio:

Tempo:

Florianópolis disputa prêmio de cidade mais admirada do mundo

Florianópolis disputa prêmio de cidade mais admirada do mundo

Florianópolis está concorrendo ao prêmio internacional de cidade mais admirada do mundo. Além da Capital, o município de Bento Gonçalves, no Rio Grande do Sul, é o único local do país indicado ao título por especialistas do mundo inteiro. A Ilha de Santa Catarina também será a sede da cerimônia de premiação no dia 4 de novembro, às 9h45min, no Hotel Sesc Cacupé. A premiação chamada MAKCi (Most Admired Knowledge City) divide-se em quatro categorias.

Florianópolis está apta para concorrer a Região de Conhecimento ou Cluster, uma divisão criada em 2018 e destinada a uma capital regional ou um importante centro econômico, político ou cultural geograficamente disperso (grupo de Ilhas ou Penínsulas) com condições econômicas para atuar como sede de atividades. São aceitos municípios com tamanho pequeno a médio (500 mil habitantes a menos de três milhões).

Já Bento Gonçalves se encaixa na divisão Cidade do Conhecimento Emergente, onde são consideradas capitais regionais ou centros econômicos ou culturais em crescimento, que atuem como um núcleo para atividades políticas, econômicas ou culturais nos últimos 15 a 30 anos.

Há também outras duas classificações, Metrópole do Conhecimento, que é uma capital nacional ou um importante centro internacional de atividades políticas, econômicas ou culturais, como Barcelona (Espanha) e Boston (EUA) e a Cidade ou Região do Conhecimento apresenta tamanho pequeno a médio, com cerca de 500 mil habitantes a menos de três milhões. É uma capital regional ou um centro econômico ou cultural que atua como epicentro de políticas ou atividades culturais. Exemplos são Bangalore, (Índia) e Brisbane (Austrália).

A iniciativa é do World Capital Institute (WCI) que identifica e reconhece o progresso de comunidades urbanas ao redor do mundo que implementaram estratégias de desenvolvimento baseadas no conhecimento (KBD). A titulação será entregue como parte da programação do 12º do Knowledge Cities World Summit (KCWS), conferência da cúpula mundial das cidades do conhecimento que será realizada em Florianópolis, entre os dias 4 e 7 de novembro. Esta é a primeira vez que o evento ocorre no país.


Mais sobre o tema
Sítio com pinturas rupestres ganha estrutura para visitação turística em Sobral
Hong Kong foi a cidade mais visitada do mundo em 2019; Rio deixa de ser uma das 100 primeiras
Turistas jogam R$ 14 mil em moedas nas Cataratas do Iguaçu e causam risco ambiental ao parque
Sucuri de 5 metros é flagrada em rio após engolir uma capivara inteira
Palmeiras plantadas na década de 1960 no Rio dão flores pela primeira vez
Brasil quer chegar a marca de 600 mil turistas chineses por ano
Mais
Florianópolis disputa prêmio de cidade mais admirada do mundo

Florianópolis está concorrendo ao prêmio internacional de cidade mais admirada do mundo. Além da Capital, o município de Bento Gonçalves, no Rio Grande do Sul, é o único local do país indicado ao título por especialistas do mundo inteiro. A Ilha de Santa Catarina também será a sede da cerimônia de premiação no dia 4 de novembro, às 9h45min, no Hotel Sesc Cacupé. A premiação chamada MAKCi (Most Admired Knowledge City) divide-se em quatro categorias.

Florianópolis está apta para concorrer a Região de Conhecimento ou Cluster, uma divisão criada em 2018 e destinada a uma capital regional ou um importante centro econômico, político ou cultural geograficamente disperso (grupo de Ilhas ou Penínsulas) com condições econômicas para atuar como sede de atividades. São aceitos municípios com tamanho pequeno a médio (500 mil habitantes a menos de três milhões).

Já Bento Gonçalves se encaixa na divisão Cidade do Conhecimento Emergente, onde são consideradas capitais regionais ou centros econômicos ou culturais em crescimento, que atuem como um núcleo para atividades políticas, econômicas ou culturais nos últimos 15 a 30 anos.

Há também outras duas classificações, Metrópole do Conhecimento, que é uma capital nacional ou um importante centro internacional de atividades políticas, econômicas ou culturais, como Barcelona (Espanha) e Boston (EUA) e a Cidade ou Região do Conhecimento apresenta tamanho pequeno a médio, com cerca de 500 mil habitantes a menos de três milhões. É uma capital regional ou um centro econômico ou cultural que atua como epicentro de políticas ou atividades culturais. Exemplos são Bangalore, (Índia) e Brisbane (Austrália).

A iniciativa é do World Capital Institute (WCI) que identifica e reconhece o progresso de comunidades urbanas ao redor do mundo que implementaram estratégias de desenvolvimento baseadas no conhecimento (KBD). A titulação será entregue como parte da programação do 12º do Knowledge Cities World Summit (KCWS), conferência da cúpula mundial das cidades do conhecimento que será realizada em Florianópolis, entre os dias 4 e 7 de novembro. Esta é a primeira vez que o evento ocorre no país.


Mais sobre o tema
Sítio com pinturas rupestres ganha estrutura para visitação turística em Sobral
Hong Kong foi a cidade mais visitada do mundo em 2019; Rio deixa de ser uma das 100 primeiras
Turistas jogam R$ 14 mil em moedas nas Cataratas do Iguaçu e causam risco ambiental ao parque
Sucuri de 5 metros é flagrada em rio após engolir uma capivara inteira
Palmeiras plantadas na década de 1960 no Rio dão flores pela primeira vez
Brasil quer chegar a marca de 600 mil turistas chineses por ano
Mais