Taxa de câmbio:

Tempo:

AO VIVO

14:30 Agora no ar BRICS Inform

Ver online
BRICS Inform

14:30

Agora

BRICS Inform

Reportagens ao vivo das coisas mais importantes, das exposições e estreias, das cimeiras, do transpo...

Ver online
16+

15:00 A seguir no ar Checklist

Checklist

15:00

A seguir

Checklist

As baías de Sakhalin, as estepes infinitas de Elista, milhares de lagos de Altai e muito mais no pro...

16+
Россия
27 de janeiro de 2022 09:39

Mais de 170 locais de patrimônio cultural foram restaurados em Moscou em 2021

Mais de 170 locais de patrimônio cultural foram restaurados em Moscou em 2021

Em 2021, mais de 170 locais do patrimônio cultural foram restaurados em Moscou e, nos últimos 10 anos, 1.700 edifícios e monumentos foram consertados na capital. De salientar que a metade do trabalho é feita às custas de investidores privados: a cidade faz tudo o possível para que seja rentável investir dinheiro na preservação de monumentos. Em troca, a cidade concede benefícios de arrendamento, e os edifícios podem ser cedidos em propriedade na condição de que sejam restaurados e mantidos com cuidado. Há também um fluxo crescente de turistas que querem ver os edifícios antigos e novos ao mesmo tempo.

"Nos últimos anos, não são apenas algumas mansões fechadas - nos últimos anos, e em diferentes épocas do ano: no inverno, no verão, no outono e na primavera, apenas caminhar por uma determinada área tem sido extremamente popular", relatou Alexei Yemelyanov, chefe do Departamento de Patrimônio Cultural de Moscou.

Assim surgiu um novo espaço cultural na capital, um dos maiores de Moscou. GES-2, a usina elétrica mais antiga, caiu em decadência no início da década de 90. Em 2009 o edifício recebeu o status de patrimônio cultural de importância regional. Agora não é apenas um museu no sentido comum, mas uma verdadeira cidade dentro de outra cidade - um lugar onde os próprios visitantes se tornam parte dela e criam arte.

A história da GES -2 poderia ter terminado tristemente. Mas em 2014, as autoridades e os investidores privados decidiram não a demolir, mas deixar. Preservar o edifício com todas as suas características arquitetônicas era o objetivo principal. Quatro níveis de espaço aberto conectados por escadas têm salas de exibição, aulas para programas educacionais, biblioteca, parque infantil, livraria, café e restaurante.

"Nosso principal conceito arquitetônico era abordar a renovação com grande respeito pelo edifício existente e encontrar uma linguagem, estabelecer um diálogo com a GES-2 existente de forma a não perturbar sua organização espacial", explicou Anna Prokudina, arquiteta.

Entre os principais locais de restauração está o Centro de Comércio e Exposições do Cazaquistão em VDNKh (Centro Panrusso de Exposições). A exposição principal inclui itens dos fundos do Museu Nacional da República, mais de 30 deles no total. O novo complexo é dotado dos modernos equipamentos multimídia. O conceito do pavilhão implica que a exposição pode ser prontamente alterada para se adequar às exposições e eventos atuais.

Durante os 10 anos do programa de restauração de Moscou, há cinco vezes menos monumentos abandonados ou em mau estado. Mas o trabalho não para por aí: dezenas de outros locais serão renovados em 2022.




Mais sobre o tema
O filme "Dostoevsky Intercontinental" estreará no ARTE-1 em 21 de maio
O filme "Stalingrado Desconhecida" será exibido na Escola Intercultural Brasil-Rússia
Uma noite dedicada ao 161º aniversário do nascimento de Rabindranath Tagore foi realizada em Moscou
A exposição "Efeito Dzhanibekov" foi inaugurada em Moscou
O festival de música "Road to Yalta" terminou em Moscou com um grande concerto de gala
O centro de exposições de Moscou sediou a Semana da Alta Tecnologia
Mais